Onde estão os projetistas de acústica?

Outro dia estava observando a placa da obra de um empreendimento de alto padrão e percebi que tinha responsável técnico de várias áreas, do projeto estrutural ao paisagístico, mas não tinha o de acústica. Curiosamente, talvez seja a área que tem o maior número de reclamações em um condomínio.

Onde estão os responsáveis pela acústica?

Acústica nas edificações

Acredito que ainda estamos na fase de achar que o projeto acústico de uma edificação é um complementar que pode ser contratado quando a obra já está em andamento. Nessa fase é pouco provável que se mude a espessura de alguma parede ou a posição de uma janela, o que dirá mudar o tipo de laje. Em princípio, o isolamento acústico entre ambientes é determinado pela massa da partição. Alterar paredes ou lajes afetará diretamente o projeto estrutural da edificação, logo, fazer melhorias no isolamento acústico depois de começado a obra é algo pouco provável.

acústica, projetista de acústica, laje ampliada nervurada

E por que não colocar forro de gesso acartonado? Embora seja uma solução mais leve, existe a limitação da altura do pé direito. Como o projeto está pronto, colocar forro significa reduzir a altura do pé direito, o que também não é permitido. O mesmo se aplica à colocação de manta acústica no piso, se não tiver uma previsão dimensional para isso é provável não terá espaço para uma manta depois que a obra começou.

No caso das janelas mesmo sendo mais simples trocar uma por outra, a alteração nos vidros ou nos perfis pode gerar um aumento de custo não previsto no orçamento.

Acústica no planejamento urbano

Ampliando a situação para a cidade, hoje se fala muito dos problemas de mobilidade urbana e todo mundo tem uma solução para isso, mas acredito que nenhuma leve em consideração o aumento de ruído que pode causar. A criação de viadutos é uma solução frequente que em alguns casos aproxima a via dos apartamentos próximos. O alargamento de vias aumenta o fluxo de veículos e consequentemente os níveis de ruído.

Como já sabemos, Fortaleza foi a primeira cidade do Brasil a ter um mapa de ruído. Com ele é possível planejar a cidade observando o impacto que as obras e eventos terão em termos de ruído para as comunidades.

acústica, mapa de ruído de fortaleza, mapa de ruído, cartografia acústica

Para algumas localidades próximas a aeroportos ou na rota das aeronaves o principal problema pode ser o do ruído aeroportuário. Para isso a ANAC tornou obrigatório o monitoramento de ruído nos aeroportos com média anual de movimento acima de 120 mil aeronaves e nos casos de conflitos relacionados a ruído entre a comunidade e o aeroporto. Vê-se que alguma coisa está sendo feita para mitigar o problema, mas qual a diferença entre o ruído das aeronaves e de uma avenida movimentada? Possivelmente a intermitência do ruído das aeronaves que o torna mais perceptível e incomodativo. Nessa hora ninguém mais liga para o ruído do trafego urbano. Será que a ANTT e seus similares estaduais e municipais não poderiam criar resoluções e regras para proteger as pessoas do ruído urbano?

Projetar mais com os ouvidos

Os problemas de acústica são muitos e similares em diferentes países como mostra o vídeo de uma palestra TED. Essa pequena palestra resume bem os problemas que temos e as consequências da falta de projetos acústicos bem pensados.

 

 

Vitor Litwinczik