Controle ativo de ruído aplicado em computadores

A forma mais comum de se controlar ruído é por meio de adição de uma barreira massiva entre a fonte e o ouvinte, método bastante utilizado para controle de ruído de máquinas industriais ou até mesmo na construção civil. No entanto, isso nem sempre é possível de ser feito, seja por limitações de peso, espaço ou de frequência sonora que se pretende controlar. Para contornar esses problemas, existem técnicas alternativas como o controle ativo de ruído.

De uma forma simples, o controle ativo segue o mesmo princípio da interferência destrutiva, ou seja, um ruído gerado por uma fonte sonora pode ser cancelado por um “anti-ruído” gerado por uma fonte secundária em um determinado ponto do espaço.

Parece simples, porém existem muitas limitações para sua aplicação. Uma delas é o tipo de ruído que se pretende controlar, quanto mais tonal o ruído maior a eficácia do método. Veja um exemplo prático do uso dessa técnica para controlo do ruído de cooler de computadores. Uma boa solução para quem tem computadores de alto desempenho e fica horas trabalhando ou jogando.

Diante de tanto progresso na área da tecnologia, com processadores mais potentes, telas mais finas, armazenamento quase infinito, fica difícil entender o porquê dos coolers continuarem ainda tão barulhentos.

Mas esse problema parece estar parcialmente resolvido com o cooler NF-F12 da Noctua, integrado com um controlador de ruído. De acordo com a própria empresa, o protótipo apresentado na Computex, uma das maiores feiras de tecnologia do mundo, era 20dB mais silenciado que os coolers convencionais.

A tecnologia patenteada emite um antirruído diretamente das lâminas do próprio cooler, capaz de neutralizar o som emitido por ele. A empresa espera atenuar o barulho do cooler de 2.500 RPM para o nível de ruído de um cooler mais lento, de 1.500 RPM. O produto deverá ser lançado na metade de 2013.

Do blog Tecmundo