Sound Design

audiR8Muito se reclama do ruído das ruas, do trânsito, mas silêncio de mais também não é bom!

Alguns ruídos são usados para transmitir informações úteis e, portanto não podem ser suprimidos. Além disso o ruído serve para manter o estado de alerta, a atenção. Quando se ouve algum barulho estranho, logo viramos a cabeça em busca da fonte, para saber do que se trata ou de onde veio. Isso pode ser um instinto animal de preservação, onde um barulho estranho pode significar uma cobra se esgueirando pelas folhagens, por exemplo.

Imagina então uma rua movimentada com carros 100% silenciosos!

Com o advento dos carros elétricos, a principal fonte de ruído automotivo irá sumir, pois os motores elétrico quase não fazem barulho. Por um lado parece ser bom para a qualidade de vida das pessoas, mas por outro pode se tornar muito perigoso para os pedestres. Sem o barulho ficamos mais calmos e desatentos, pois não temos uma fonte indicando perigo potencial.

A Audi já trabalha os sons de seus esportivos há algum tempo. Audi S4, Audi A8 e Audi TT 3.2 quattro são exemplos atuais do design acústico ativo dos sons da Audi. Cerca de 45 engenheiros trabalham na análise e no design do som veicular. O design sonoro vem sendo trabalhado de forma intensiva na Audi por pelo menos duas gerações de veículos.

O som de um Audi depende de seu modelo. Como deve soar o motor, a entrada de ar ou o sistema de exaustão? Qual é a resposta acústica que deve ser ouvida quando o acelerador é pressionado, quanto barulho exterior deve ser ouvido no interior? Quais os sons que os vidros elétricos ou os indicadores devem fazer? Ou quão retumbante deve ser o som da trava da porta? – os engenheiros acústicos da Audi determinam todos esses sons.

Pensando nesse futuro próximo onde os motores não farão barulho, os engenheiros da Audi já estão criando, “desenhando” os sons dos seus carros!

No futuro, quando ouvirmos o “ronco” de um Audi possivelmente será de uma gravação e não propriamente do motor!

Por Vítor Litwinczik.